Qualidade da alimentação escolar é tema de assembleia na EPG Carlos Drummond

sexta-feira, 10 Agosto, 2018 - 10:30

Participação se aprende desde cedo. No caso da Escola da Prefeitura de Guarulhos Carlos Drummond de Andrade, localizada na Cidade Seródio, isso significa incluir os estudantes no processo de decisão sobre como devem ser as aulas, o recreio, as refeições ou as respostas à indisciplina.

Na última quarta-feira (8), foi realizada a primeira Assembleia Escolar do mês, que teve como pauta a qualidade da alimentação escolar e o cardápio oferecido pela escola.  Além da incisiva participação dos alunos do 5º ano da turma da professora Alexsandra da Conceição Machado, o encontro contou com a presença da Secretária Adjunta da Secel (Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer), Professora Marli Aparecida Nabas Lopes e de representantes do DOEP (Departamento de Orientações Educacionais e Pedagógica).

Durante o encontro, os alunos fizeram observações e enfatizaram sua preferência por alimentos como macarrão, bolachas recheadas, salsichas, bolinhos, entre outros. Ao final da exposição, solicitaram a presença das cozinheiras para esclarecimentos de dúvidas, e as profissionais explicaram que as refeições preparadas seguem as especificações do DASE (Departamento de Alimentação Escolar).

As cozinheiras também explicaram que o cardápio é elaborado por nutricionistas e contém os alimentos necessários ao pleno desenvolvimento dos alunos. Alguns alimentos, considerados inadequados, haviam sido retirados do cardápio, e deram lugar a alimentos como arroz e feijão, carne e verduras.

Além de pontuar sobre a ausência da exposição de um cardápio na entrada do refeitório, os alunos apresentaram propostas como: variar a forma de servir os alimentos; solicitaram sucos naturais com as frutas encaminhadas; e disseram que irão encaminhar um documento ao DASE com suas sugestões e solicitações, além da proposta de convite a um nutricionista da Secel para esclarecimento das dúvidas restantes.

Assembleias Escolares

Como previsto em seu Planejamento para o ano letivo de 2018, a EPG Carlos Drummond de Andrade vem ampliando a participação dos estudantes e da comunidade em diversos espaços de debates, um dos pressupostos da Gestão Democrática. Nas assembleias escolares, por exemplo, temas como os princípios e direitos de aprendizagem pactuados pela BNCC (Base Nacional Comum Curricular) são discutidos com os alunos, para que eles também possam opinar sobre o conteúdo das aulas.

As Assembleias Escolares são estratégias de resolução de conflitos que utilizam a democracia participativa e os recursos do diálogo e da coparticipação, visando a compreensão, a resolução e superação dos problemas cotidianos, e vem ao encontro do que está expresso nas Competências Gerais da BNCC, aos alunos da Educação Básica.

Segundo a BNCC, os alunos devem se posicionar de maneira crítica, responsável e construtiva nas diferentes situações sociais, respeitando a opinião e o conhecimento produzido pelo outro, utilizando o diálogo como forma de mediar conflitos e de tomar decisões coletivas. Ainda, estabelece a BNCC, que os alunos precisam questionar a realidade, formulando problemas e tratando de resolvê-los, utilizando para isso o pensamento lógico, a criatividade, a intuição, a capacidade de análise crítica, selecionando procedimentos e verificando sua adequação.

Para Maria de Deus Estevinho Lopes, diretora da unidade escolar, as Assembleias Escolares incentivam o protagonismo e a participação de todos os alunos.

“Acredito que as assembleias de alunos instituídas nas escolas, terão relevância na construção de alunos críticos, no desenvolvimento da empatia, na expressão de solidariedade e principalmente na capacidade de resolver conflitos ou problemas cotidianos de forma racional, sem violência, analisando, refletindo e compreendendo os fatos, as contradições e as dificuldades implícitas no enfrentamento dos problemas”, destaca.

Imagens: Divulgação/ PMG

Veja Também

Copyright 2016 Prefeitura de Guarulhos. Todos os direitos reservados.
Sobre