12 UBS abrirão sexta-feira e sábado para vacinar contra a febre amarela

quarta-feira, 1 Novembro, 2017 - 18:15


UBS Cambará funcionará na sexta (3) e no sábado (4), das 10h às 16h

As Unidades Básicas de Saúde (UBS) Cambará, Cabuçu, Recreio São Jorge, Novo Recreio, Belvedere, Primavera, Acácio, Bananal, Santos Dumont, Fortaleza, Água Azul e Bambi vão funcionar nesta sexta-feira (3) e sábado (4), das 10 às 16 horas, exclusivamente para a vacinação da febre amarela. O atendimento para imunização também prosseguirá nessas 12 unidades na próxima semana.  

De acordo com dados da Secretaria de Saúde da Prefeitura, a ação preventiva, que estava concentrada em apenas três UBS,  desde o dia 28 de outubro,  já imunizou 16.883 pessoas até o momento. Nesta quarta-feira (1º) o governo do Estado liberou mais 150 mil vacinas para Guarulhos, totalizando 200 mil doses para a imunização da população que reside nas regiões de mata, na zona norte de São Paulo.

A vacina contra a febre amarela é administrada em dose única. Sendo assim, crianças e adultos que já tomaram uma dose, não precisam mais se imunizar contra a doença ao longo da vida. É fundamental apresentar a carteirinha de vacinação para análise do profissional de saúde, nos postos de atendimento.

Não devem tomar a vacina as mulheres grávidas ou que estejam amamentando e os portadores de doença autoimune. As pessoas com mais de 60 anos devem apresentar a prescrição médica.

Febre amarela

A febre amarela é uma doença infecciosa grave transmitida através da picada de mosquitos, com dois ciclos de transmissão: urbano (transmitida através do Aedes aegypti ao homem) e silvestre (em áreas florestais, transmitida através do mosquito Haemagogus aos macacos (primatas não humanos).  No Brasil, o último registro de caso de febre amarela urbana foi em 1942.

As pessoas que tenham viajado para alguma área de risco para a transmissão da febre amarela no Brasil ou para cidades do Estado de São Paulo, devem ficar atentas. Os sintomas aparecem geralmente de três a seis dias após a picada do mosquito transmissor infectado, mas podem levar até 15 dias para se manifestar.

Dentre os principais sintomas, destacam-se febre de início súbito; calafrios; dores de cabeça, nas costas e no corpo em geral; náuseas e vômitos; fadiga e fraqueza; icterícia (coloração amarelada da pele e do branco dos olhos); e sangramentos. Nesses casos, a pessoa deve procurar assistência médica no serviço de pronto-atendimento mais próximo de sua residência.

Imagem: Fábio Nunes Teixeira / PMG 

Veja Também

Copyright 2016 Prefeitura de Guarulhos. Todos os direitos reservados.
Sobre