Intervenção urbana abre festejos de 15 anos do Tear, serviço de Saúde Mental

quinta-feira, 9 Agosto, 2018 - 18:15

Quem passar pelo cruzamento das avenidas Tiradentes e Paulo Faccini (Bosque Maia), na próxima semana, vai ser surpreendido por um colorido especial com peças em crochê cobrindo suavemente o tronco das árvores, sem nenhum prejuízo à natureza. Inspirado na iniciativa da artista polonesa, Agata Olek, o movimento pretende chamar a atenção para o Seminário Tear 15 anos - Saúde Mental e Economia Solidária: Avanços e Desafios, que acontece no próximo dia 22, a partir das 8 horas, no Adamastor Centro.

A intervenção urbana, que será realizada por meio de parceria entre as secretarias municipais de Saúde e Meio Ambiente, vai mais além do que levar um colorido diferente às ruas da cidade. Na prática, o movimento refletirá o mesmo processo de transformação operado pelo Tear na vida das pessoas, que passaram a enxergar o mundo com novas cores e oportunidades desde que começaram a frequentar esse serviço da Rede de Atenção Psicossocial da Prefeitura de Guarulhos.

Vinculado à Secretaria de Saúde, o Tear atua no campo de reabilitação da população em situação de sofrimento psíquico ou com transtornos mentais, por meio da inclusão social pela geração de trabalho e renda, convivência e cultura. No local, as pessoas realizam atividades artesanais e de serviços em nove oficinas de trabalho, bem como no espaço cultural denominado multiforme, com diferentes intervenções artísticas e de convívio, reafirmando o potencial produtivo e criativo dos participantes.

Intervenção Urbana

Conhecida como Yarn Bombing, a arte de revestir objetos do cotidiano e troncos de árvores com as linhas e lãs coloridas, às vezes, é utilizada como forma de protesto e, outras, simplesmente como intervenção artística, como é o caso da iniciativa em Guarulhos. Todas as peças em crochê que serão utilizadas para chamar a atenção da população para o aniversário de 15 anos do Tear foram confeccionadas pelas pessoas atendidas no serviço, de forma coletiva.

A ideia é destacar a história percorrida por este serviço de Saúde Mental da Prefeitura ao longo desses 15 anos. Para tanto, além do Seminário a data será marcada pela abertura de exposição no Adamastor, com produtos artísticos de autoria de mais de mil pessoas em situação de sofrimento psíquico e outras vulnerabilidades sociais, que já passaram em atendimento no serviço nesse período.

Todos os produtos confeccionados nas nove oficinas do Tear – Culinária, Encadernação, Jardinagem, Marcenaria, Mosaico, Papel Artesanal, Serigrafia, Tear & Costura e Vitral – são comercializados, sendo que parte da renda é revertida para a compra de materiais utilizados no processo de produção e, o restante, é dividido entre os assistidos, em forma de uma “bolsa-auxílio”.

As pessoas interessadas em adquirir os itens fabricados nas oficinas podem escolher os produtos no site www.projetotear.org.br e solicitar orçamento, bem como visitar a loja do Tear, que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17 horas, na rua Silvestre Vasconcelos Calmon, nº 92, na Vila Moreira. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones 2409-2200 ou 2475-1758.

Imagens: Divulgação / PMG

Veja Também

Copyright 2016 Prefeitura de Guarulhos. Todos os direitos reservados.
Sobre