Conselho Municipal de Saúde elege gestora do RH como presidente

Sexta, 14 de Fevereiro de 2020 - 18:07

A funcionária de carreira da Prefeitura de Guarulhos, Luciana Zanotto, atual responsável pelo Departamento de Recursos Humanos da Secretaria de Saúde, é a nova presidente do Conselho Municipal de Saúde. Na tarde desta quinta-feira (13), ela foi eleita para o biênio 2020/2021 por maioria dos votos (25), derrotando os candidatos do segmento dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS): Expedito Lima que obteve seis votos e Luís Carlos Conceição (05), além de um nulo.

Emocionada com a votação expressiva e o resultado da eleição, Luciana Zanotto agradeceu a todos pela confiança depositada em seu nome. “Fico feliz por este reconhecimento de minha trajetória profissional na Saúde ao logo de quase 30 anos. Espero corresponder às expectativas dos que me apoiaram”, disse.

Graduada em Processamento de Dados pela Universidade Guarulhos (1993), com especialização em Administração de Recursos Humanos pela Faculdade Oswaldo Cruz (2002) e em Desenvolvimento de Recursos Humanos da Saúde pela Faculdade de Saúde Pública da USP (2007), Luciana assume o Conselho Municipal de Saúde com o propósito de observar a legislação vigente e os princípios fundamentais, como o respeito e a ética.

Dentro de suas propostas para o biênio, a nova presidente do Conselho pretende contribuir para o desenvolvimento e revisão das políticas públicas municipais de saúde, divulgar a importância do Conselho Municipal de Saúde e suas ações para a população de Guarulhos e estimular a participação social.

Vice-presidência

A vice-presidência do Conselho Municipal de Saúde – órgão autônomo, de caráter permanente, propositivo, fiscalizador e deliberativo – ficou para Elenildo Queiróz, representante do segmento dos usuários do SUS, que conquistou o posto com 21 votos, contra oito de Manuela Mendes (trabalhadora da Saúde), seis de Expedito Lima (também usuário) e dois nulos.

Um dos mais antigos da cidade, o Conselho Municipal de Saúde tem a atribuição de formular estratégias e controlar a execução das políticas de saúde do município, inclusive nos aspectos econômicos e financeiros, conforme estabelece a legislação federal. É composto por 80 integrantes (40 titulares e 40 suplentes), sendo 50% de usuários do SUS Sistema Único de Saúde, 25% de profissionais da área e 25% de prestadores de serviços ao SUS e gestores. A eleição para a escolha da presidência é feita pelos 40 titulares, que podem ser representados pelos suplentes.

Membros do Conselho

As 50% das vagas destinadas aos usuários do SUS são preenchidas por meio de eleição realizada pelo Conselho Municipal de Saúde, sendo oito titulares e oito suplentes das associações de bairro e comitês de saúde; três titulares e três suplentes de entidades filantrópicas, dois titulares e dois suplentes das associações de portadores de necessidades especiais e patologia; três titulares e três suplentes das centrais sindicais e sindicatos, além de quatro titulares e quatro suplentes de conselheiros gestores usuários do SUS.

Já os representantes da Secretaria Municipal da Saúde, dos hospitais estaduais sediados na cidade e dos serviços conveniados ou contratados pelo município que integram o Conselho Municipal de Saúde são empossados por meio de indicação.