Ministério da Saúde inicia vacinação contra o sarampo em todo o País

Quarta, 05 de Fevereiro de 2020 - 17:18

A circulação do vírus do sarampo permanece ativa no País. Por isso, a partir da próxima segunda-feira (10), o Ministério da Saúde dará início à primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a doença de 2020. Nesta primeira fase, que se estenderá até 13 de março, serão imunizadas as pessoas na faixa etária de cinco a 19 anos, com o Dia D de mobilização nacional no sábado, 15 de fevereiro.

O objetivo da campanha é resgatar pessoas não vacinadas nessa faixa etária ou com esquema de vacinação incompleto para o sarampo. Por isso, a imunização será realizada de forma seletiva, de acordo com as indicações do Calendário Nacional de Vacinação, a partir da avaliação do cartão ou caderneta de vacinação deste público.

Da mesma forma, a segunda etapa da campanha, que tem como público-alvo as pessoas de 30 a 59 anos de idade, será realizada entre os dias 3 e 31 de agosto, com o Dia D de mobilização nacional em 22/08/2020. De acordo com o Ministério da Saúde a vacinação em âmbito nacional e a adesão do público-alvo são imprescindíveis para garantir a devida proteção da população contra o sarampo e possibilitar a interrupção da circulação do vírus no País.

 A nota diz ainda que este é um passo importante para a recertificação da eliminação da doença do Brasil. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), diferentes países em todas as regiões do mundo reportaram surtos de sarampo em 2019, com mais de 400 mil casos até 5 de novembro. Nas Américas, de acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde, foram registrados 15.802 casos e 18 óbitos em 14 países até dezembro de 2019.

No Brasil foram mais de 16 mil casos e 15 óbitos até dezembro do ano passado, de acordo com o Boletim Epidemiológico nº 39 do Ministério da Saúde. Depois de duas décadas sem circulação endêmica do vírus do sarampo, em 2019 a doença foi reintroduzida no Estado de São Paulo. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, desde o início de 2019 até 14 de janeiro deste ano foram 16.676 casos confirmados no Estado, com 30.648 casos descartados e 6.392 ainda em investigação.

Foto: Fábio Nunes Teixeira / PMG