Casa da Mulher Clara Maria

logo casa da mulher

Um dos Programas vinculados à Coordenadoria de Políticas para as Mulheres são as Casas da Mulher Clara Maria, conhecidas como Casas Amarelas, que oferecem várias atividades para suas usuárias, como cursos de geração de renda, encontros temáticos e rodas de conversa sobre temas femininos. O público alvo atendido nestas Casas é formado por mulheres de variadas faixas etárias, baixa renda e pouca escolaridade. Vale ressaltar que Guarulhos é a única cidade do Brasil que tem este projeto específico que atende prioritariamente  mulheres em situação de vulnerabilidade e que privilegia a autonomia das mulheres.

Ser Gestante

Um dos projetos desenvolvidos nas Casas da Mulher Clara Maria é o Ser Gestante, onde as mulheres se reúnem por meio de quatro encontros mensais onde são discutidos com o apoio da equipe multidisciplinar temas como saúde e especificidades da mulher grávida, importância da amamentação pelo mínimo de seis meses, necessidade do exame pré-natal; estímulo à escolarização e/ou alfabetização, orientações sobre serviços e cidadania e direitos da mulher. As mulheres assistidas também recebem apoio alimentar.

Endereços

Casa da Mulher Clara Maria I
Endereço: Rua do Morro Agudo, 112 - Jardim Bom Clima
Telefone: 2468-3569 

Casa da Mulher Clara Maria II
Endereço: CEU Pimentas: Estrada do Caminho Velho, 351 - Pimentas
Telefone:  2480-1060

Casa da Mulher Clara Maria III
Endereço: Rua Agostinho dos Santos, 2 – Conj. Hab. Haroldo Veloso
Telefone: 2467-6445

Casa da Mulher Clara Maria IV
Endereço: Rua Brigadeiro Lima e Silva, 565 - Jardim Vila Galvão
Telefone: 2086-2374

Casa da Mulher Clara Maria V
Endereço: Rua das Margaridas, s/nº 
Praça da Lua – Recreio São Jorge
Telefone: (11) 2446-1756 

Casa da Mulher Clara Maria VI
Endereço: CEU Ponte Alta - Rua Pernambuco, 836, Jardim Ponte Alta
Telefone: (11) 2087-2788

Homenageadas

Rosa de Luxemburgo
Revolucionária, teórica marxista alemã de origem polonesa e fundadora dos Partidos Comunistas da Polônia e da Alemanha. Começou sua militância política socialista ainda adolescente. Por suas firmes posições políticas, foi duramente perseguida e brutalmente assassinada em 1919.

Margarida Alves
Era presidente do sindicato de Trabalhadores Rurais de Alagoa Grande, na Paraíba, e lutava contra o poder dos latifundiários. Em 12 de agosto de 1983 foi covardemente assassinada com um tiro no rosto na frente de seu filho de apenas 10 anos de idade.

Beth Lobo
Dedicou sua vida na luta pelos direitos femininos, e se destacou como advogada de presos políticos, foi uma grande defensora do fim da ditadura militar. Morreu em 1988, num suspeito acidente de carro, quando visitava grupos de sindicalistas rurais em João Pessoa, Paraíba.

 A Central de Atendimento à Mulher é um serviço ofertado pela Secretaria de Políticas para as Mulheres com o objetivo de receber denúncias ou relatos de violência, reclamações sobre os serviços da rede e de orientar as mulheres sobre seus direitos e sobre a legislação vigente, encaminhando-as para os serviços quando necessário.

Rompa o silêncio. Procure os seus direitos!

Centro de Referência de Atendimento às Mulheres em situação de Violência Doméstica
Endereço: Rua Francisco Antônio de Miranda, 66 – Centro – Guarulhos – Telefones - 2475-9632 e 2441-0019